ANTIGO TESTAMENTO

NÚMEROS    

Núm 14:14  e o dirão aos habitantes desta terra. Eles ouviram que tu, ó Senhor, estás no meio deste povo; pois tu, ó Senhor, és visto face a face, e a tua nuvem permanece sobre eles, e tu vais adiante deles numa coluna de nuvem de dia, e numa coluna de fogo de noite. 

 

O livro de Números deriva seu nome em nossas Bíblias em português, como nas versões latina e grego, dos dois censos nele narrados. Em realidade, o livro forma uma divisão de um conjunto maior, o Pentaceuco. Entre os escribas judeus ele era conhecido principalmente pelo nome de "no deserto", que em hebraico é uma só palavra, "bemidbar", título tomado do primeiro versículo. É um título apropriado, de vez que o tema do livro gira em torno das vicissitudes e vitórias do povo de Israel desde o dia em que deixou a zona zul do Sinai até chegar às fronteiras da Terra Prometida.

O livro de Números parece, às vezes, constituir uma coleção não muito estruturada de informações, narrativas e rituais ou lei civil. Contudo, estas informações são sempre pertinentes à história, ao passo que os pronunciamentos legais surgem, com frequência, das exigências da situação na vida, tal como a autorização para celebrar uma páscoa especial (9:1-14) em circunstâncias que impediam a observância da páscoa regular; ou o pedido das filhas de Zelofeade (27:1-11) cujo resultado foi que Deus estabeleceu medidas para a herança das filhas quando não houver filho sobrevivente. 

No aspecto histórico, o livro de Números começa onde termina o Êxodo, dando lugar necessariamente às seções de narrativas dispersas de Levítico. Abrange um período de aproximadamente 40 anos na história da caminhada de Israel sobre a Palestina. Conquanto estes anos descrevam, em geral, a peregrinação, é evidente que o povo residiu ao sul de Canaã, principalmente na zona conhecida como o Neguebe, não muito distante de Cades- Barnéia, durante 37 anos. No decorrer desse período, o tabernáculo foi o ponto central tanto da vida civil como da religiosa, visto como era aqui onde Moisés exercia suas funções administrativas. Presume-se que o povo seguia os costumes dos povos nômades, vivendo em tendas e apascentando os rebanhos nas estepes semi-áridas. Nestas circunstâncias, o povo necessitava da provisão especial divina de alimentos e água.

No livro de Números, Deus é apresentado como um soberano que exige absoluta obediência à sua santa vontade, mas que também demonstra misericórdia ao penitente e obediente. Assim como o pai educa e castiga os filhos. Deus dirige a Israel, seu povo amado. Escolhe entender-se com o homem servindo-se de mediadores. Destes, Moisés é único, embora outros talvez estejam dotados de dons proféticos e até mesmo um pagão, Balaão, pode ser usado, visto como Deus é o Deus dos espíritos e de toda a carne.

No Novo Testamento se encontram diversas referências ao livro de Números, em que o livramento do Egito é considerado como modelo terreno da redenção eterna. Afirma-se que as experiências no deserto estão registradas para nossa admoestação (I Coríntios 10:11). Nosso Senhor Jesus Cristo referiu-se ao incidente da serpente de bronze como ilustração da forma em que ele próprio será levantado a fim de que os que crêem nele não pereçam mas tenham a vida eterna.

 

Autor:

Tanto judeus como cristãos tradicionalmente têm considerado Moisés o autor do livro de Números. Considerando que o período mosaico é, quando menos, de 1300 anos antes de Cristo, o livro, em sua forma atual, passou por muitas mãos, e mesmo no hebraico tem sido transcrito de um tipo de escritura para outro. Sem dúvida, existem aqui e acolá adições redatoriais. Expoentes extremos da crítica literária têm procurado negar que Moisés pudesse ter escrito qualquer parte do livro, e têm procurado dividi-lo em documentos que datam de períodos diferentes da história de Israel. Todavia, os descobrimentos arqueológicos têm demonstrado a antiguidade das leis, das instituições e das condições de vida descritas no livro de Números. A opinião de que o livro de Números procede da pena de Moisés e do período no qual ele viveu é apoiada, também, pela profunda veneração que os judeus tinham por Moisés e pelos escritos sagrados a ele atribuidos. 

 

David W. Kerr

Mestre em Teologia


Referência 

Rksoft - Biblia Eletrônica

 

 

 

 

Capítulos

Cap.01 - Deus Manda Moisés numerar os homens

Cap.04 - Os deveres dos levitas. E falou o Senhor...

Cap.07 - As ofertas dos princípes na dedicação do tabernáculo.

Cap.10 - As duas trombetas de prata. E falou...

Cap.13 - Doze homens são enviados para espiar a terra de Canaã.

Cap.16 - A rebelião de Coré, Datã e Abirão

Cap.19 - A água da separação. Falou mais o Senhor...

Cap.22 - Balaque e Balaão. Depois partiram os filhos de Israel...

Cap.25 - Os israelitas pecam as filhas dos moabitas.

Cap.28 - O holocausto perpétuo. Falou mais o Senhor...

Cap.31 - A vitória sobre os midianitas. E falou o Senhor...

Cap.34 - Os limites da terra. Falou mais o Senhor..

Cap.02 - A ordem das tribos no acampamento

Cap0.05 - O imundo deve ser lançado fora do arraial.

Cap.08 - Como deve ser acesas as lâmpadas..

Cap.11 - As murmurações dos israelitas.

Cap.14 - Os israelitas querem voltar para o Egito.

Cap.17 - A vara de Arão floresce. Então falou...

Cp.20 - A morte de Miriã. Chegando os filhos de Israel...

Cap.23 - Balaque edifica sete altares. Então Balaão disse a Balaque:

Cap.26 - Deus manda contar os israelitas. Aconteceu...

Cap.29 - As ofertas na festa das trombetas.

Cap.32 - as tribos de Rúbens e Gade pedem a terra de Gileade.

Cap.35 - As cidades dos levitas. E falou o Senhor a Moisés...

Cap.03 - Os serviços os levitas no tabernáculo

Cap.06 - A lei do nazireado. E falou o Senhor...

Cap.09 - A celebração da páscoa no deserto do Sinai.

Cap.12 - A sedição de Miriã e Arão. E falaram...

Cap.15 - A repetição de diversas leis. Depois falou...

Cap.18 - Os deveres e direitos dos sacerdotes , e dos levitas.

Cap.21 - Os israelitas destroem os cananeus.

Cap.24 - Vendo Balão que bem parecia aos olhos do Senhor...

Cap.27 - A lei acera das heranças. E chegaram...

Cap.30 - A lei acerca dos votos. E falou Moisés aos..

Cap.33 - As joprnadas desde o Egito até Moabe.

Cap.36 - Os casamentos das herdeiras. E chegaram is chefes...



60 - O Poder da Palavras .                                        ...