NOVO TESTAMENTO

ATOS

Em Atos 1:8 o Cristo ressurreto declara o propósito do batismo no Espírito Santo: "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra". Em virtude de sua localização e ênfase, este versículo parece designar com clareza o objetivo do livro de Atos dos Apóstolos. O livro constitui a principal história do estabelecimento e da extensão da igreja entre judeus e gentios, mediante a gradual localização de centros de influência em pontos destacados do Império Romano, desde Jerusalém até Roma. Além disso, Lucas organiza este material histórico de tal maneira que o progresso do evangelho é de imediato evidente. Trata-se de uma história grafica, cujo objetivo não é apenas narrar, mas edificar. Portanto, podemos considerar os Atos dos Apóstolos como um sermão de caráter histórico acerca do poder cristão: sua fonte e seus efeitos. Sua fonte é o batismo pentecostal com o Espírito Santo, e o efeito é o poder de dar testemunho perante o mundo. Esse testemunho é apresentado como resumo no sermão pentecostal de Pedro dirigido aos membros da dispersão congregados em Jerusalém, e em pormenores progressivas através do restante do livro. 

 

Autor:

A opinião quase universalmente aceita é que o evangelho segundo Lucas e os Atos têm um autor comum. O autor dos Atos dos Apóstolos começa fazendo referência ao "primeiro tratado" que se interpreta como a primeira prestação ou entrega do mesmo volume histórico, dirigido a Teófilo, a mesma pessoa. Existem, pelo menos três argumentos que confirmam a paternidade literária de Lucas: Primeiro, existe a evidência do uso da primeira pessoa plural nas seções l6:10-17; 20:5-15; 21:1-18; 27:1-28:16, sugerindo que o autor era testemunha ocular, como o foi Lucas. Segundo: há provas de que o escritor era médico. E, terceiro, uma ampla e convincente tradição apóia a paternidade literária de Lucas. 

Aparentemente, o livro de Atos dos Apóstolos foi escrito em derredor da época do primeiro encarceramento de Paulo, com cujo relato termina o livro.

 

-

John H. Gerstner,

Doutor em Filosofia e Letras

 

 

Cap.01 - Fiz o primeiro tratado, ó Teofilo...

cap.05 - Ananias e Safira Mas um certo homem...

Cap.09 - Conversão de Saulo.

Cap.13 - Primeira viagem missionára.

Cap.17 - Paulo em Tessalônica e em Berpeia.

Cap.21 - Paulo em Tiro, Prolemaida e Cesaréia.

Cap.25 - Entrando, pois,Festo na provincia.

Cap.02 - A descida do Espírito Santo.

Cap.06 - Instituição dos diáconos.

Cap.10 - O centurião Cornélio.

Cap.14 - Paulo e Barnabé em Icônio.

Cap.18 - Paulo em Cortinto. E depois disto...

cap.22 - Homens, irmãos e pais, ouvi agora...

Cap.26 - Discurso de Paulo perante Agripa.

Cap.03 - Cura de um coxo. E Pedro e João ...

Cap.07 - A defesa de Estêvão.

Cap.11 - Pedro explica sua conduta.

Cap.15 - A assembléia em Jerusalém.

Cap.19 0 Paulo em Éfeso. E sucedeu que...

Cap.23 - E, pondo Paulo os olhos no conselho disse:

Cap.27 - Partida de Paulo para Roma.

Cap.04 -Pedro e João aprisionada...

Cap.08 - Perseguição e dispersão dos discípulos.

Cap.12 - Pedro aprisionado por Herodes.

Cap.16 - E chegou a Derve Listra.

Cap.20 - Paulo em Macedônia e na Grécia.

Cap.24 - Acusação e defesa perante Félix

Cap.28 - Três meses na Ilha de Malta.



60 - O Poder da Palavras .                                        ...